29 October 2011

PROCESSO DE DESIDRATAÇÃO DE ERVAS

Para quem possui espaço para cultivar grandes variedades de plantas medicinais em casa tem igualmente o previlégio de poder usar as ervas frescas. Mas nem sempre é possivel ter uma horta tão variada e nem todas as espécies podem ser colhidas durante todo o ano.

Para poder utilizar qualquer planta em qualquer época e conservar as suas folhas por mais tempo, a solução é a DESIDRATAÇÃO. Se a planta for desidratada correctamente, ela irá guardar por muito tempo os seus princípios activos. Porém, nem todas as plantas podem ser desidratadas. Não se aconselha a desitratar o Manjericão, a Salsa, o Cebolinho e os Coentros, entre outras.

O processo natural é feito em micro-ondas, ao sol, em estufas e também num forno a gás. Esta última opção só é aconselhada em caso de extremo, pois apesar do processo ser rápido, a planta perde algumas das suas propriedades nutritivas.

A industria utiliza estufas especiais para desidratar ervas em grande escala. No entanto, é possivel fazer o mesmo em casa, com processos simples amplamente compensadores. Aqui fica, passo a passo, a forma de desidratar ervas pelo processo natural:

MATERIAIS NECESSÁRIOS:
  1. Tesoura para a colheita
  2. Bandeja de papelão
  3. Papel tipo rolo de cozinha
  4. Um recipiente opaco com tampa e devidamente identificado
OBSERVAÇÕES:
  • O processo começa com os cuidados necessários antes mesmo da colheita
  • Escolha um dia seco, sem muita humidade no ar, o que irá favorecer o processo de evaporação da água da planta
  • É importante lavar a erva um dia antes da colheita que deve ser efectuada logo de manhã depois do orvalho secar
Atenção: folhas, brotos e talos dever ser retirados antes das floradas.



SECAGEM EM MICRO-ONDAS
Prática e fácil, a desidratação em micro-ondas é uma óptima opção. Primeiro forre o prato do forno com papel absorvente. Sobre ele, espalhe as ervas de modo a formar uma só camada. Cubra com uma outra folha de papel absorvente.
Lembre-se de colocar junto ao micro-ondas um copo com água. Mantenha a potência alta até que as ervas desbotem e desmanchem ao toque.
O tempo do processo depende do tipo e da quantidade de ervas usadas, e igualmente da potência do micro-ondas. Aguarde até as plantas esfriarem bem antes de esmigalhá-las. Armazena-as seguindo as dicas.

Dicas Importantes
SECAGEM
  1. A secagem natural, geralmente é lenta e deve ser feita à sombra, em local ventilado, livre de poeiras e do contacto com animais e insectos.
  2. Plantas que podem ser aproveitadas inteiras devem ser divididas em partes. Exemplo: caule, folhas, raízes, flores, etc. Estas plantas precisam de ser desidratadas e os seus items guardados em separado.
  3. Plantas de espécies diferentes devem ser desidratadas separadamente.
  4. Secagem ao sol ou sob calor intenso podem alterar a qualidade e as propriedades da planta.
  5. As partes que podem ser secas ao sol são: caule, raízes e cascas.
ARMAZENAMENTO
  1.  O armazenamento deve ser feito logo após ter terminado o procedimento da secagem, evitando assim que a planta perca os seus principios activos
  2. Os recipientes devem ter uma boa tampa e devem se opacos. Opte por latas de chá ou de bolachas.
  3. Lembre-se sempre de identificar o recipiente, pois as plantas depois de secas podem ser dificeis de identificar.
  4. Além disso, escreva a data do armazenamento. As plantas armazenadas costumam ficar intactas durante seis meses.

PASSOS DA DESIDRATAÇÃO CASEIRA:
  1. Primeira, retire as partes com cuidado, usando uma ferramenta adequada e seleccionando as partes mais saudáveis até atingir a quantidade desejada.
  2. Depois, forre a bandeja de papelão com papel absorvente (tipo papel de cozinha) e espalhe as ervas por cima.
  3. Cubra com uma folha de papel de seda.
  4. Guarde a bandeja num local arejado sem poeira nem sol.
  5. Passados 4 dias, vire as folha e cubra novamente, aguardando o tempo necessário para que elas se tornem quebradiças ao toque. Nessa altura estarão prontas para uso.
  6. Guarde em recipiente bem fechado.


PARA PREPARAR O CHÁ
  1. Evite na preparação do chá, utensílios de alumínio ou cobre.
  2. Use utensílios de aço inoxidável, esmaltados, cerâmica ou vidro refratário.
  3. As raízes, talos, cascas e sementes levam mais tempo para cozinhar.
  4. As flores e folhas, partes mais tenras, levam menos tempo e são preparadas em separado, devido também, às propriedades que podem ser diferentes.